capítulo 16


Ryan olhava para ela atentamente, enquanto Vanessa ainda ganhava o ar depois dele ter ficado preso em seus pulmões pelo susto. Zac estava deitado na cama, e seu corpo parecia muito relaxado, no chão estava uma bolsa. Era de Ryan ele sabia algumas coisas sobre medicina, mas ela não conseguia acreditar que ele o estava ajudar.
Vanessa: Estás aqui é muito tempo? – Perguntou, ficada nervosa com um olhar tão forte como o dele.
Ryan: Algum, o teu amigo…- Suspirou. – Namorado…precisa de descansar, e beber este remedio. – Atirou a caixa a Vanessa.
Vanessa: Obrigado por isto. – Tentou se aproximar, mas ele não deixou, amava a, e estar perto ele não ia aguentar não a beijar.
Ryan: Eu disse que ia ficar do fosso lado, e bomba está preste a explodir, é bom que todos estejam em forma mesmo. – Olhou de lado para Zac e tentava se mentalizar que se gostava de Vanessa então tinha que a deixar ir e ser feliz com que ela gostava, mas era mais difícil do que ele poderia imaginar.
Vanessa: De todos modos…- Pegou em ambas as mãos dele e o olhou nos olhos. – Obrigada, ele estava a sofrer tanto.
Ryan: Tudo bem, é melhor eu ir indo mesmo. – Soltou se das mãos dela e saio daquele quarto.
Zac: Vanessa? – Murmurou abrindo um pouco os olhos, apenas via uma sobra escura ali.
Vanessa: Estou aqui. – Olhou para a mão dele que batia na cama, queria que ela se aproximasse, mas ela não o fez.
Zac: Por favor chega aqui. – Falou quase sem voz, e ela fez lhe a vontade de se sentar a seu lado.
Vanessa: Já aqui estou. – Sentiu sua pele arrepiar, quando ele invade a sua perna com a sua mão, estava adormecido, mas nem tanto.
Zac: Eu sei que agi pessimamente á pouco contigo, fui grosseiro disse o que não queria…- Suspirou. – Sou idiota perdoa-me.
Vanessa: Tudo bem, mas tem mais cuidado com o que dizes. – Pegou na mão dele levando ao seu peito. – Sentes isto que bate; eu tenho coração.
Zac: Eu sei, mas as dores que correm o meu corpo, são insuportáveis, que fico tão tenso que não sei mais o que diga, o que faça. – Abraçou o próprio corpo com seus braços, seu corpo naquele momento estava dormente e el agradecia por n sentir toda aquela dor que o matava todos os dias um pouco.
Vanessa: Eu sei que estes dias para ti são horríveis, afinal quem tem sofrido nas mãos destes sacanas és tu. – Passou sua mãe pequena pelo rosto dele que picava um pouco pela barba que crescia com a impaciência de estarem presos ali.
Zac: Não estás…
Vanessa: Admito que no principio fiquei triste sim, me magoas te… - Interrompeu já sabendo o que ele queria falar, e ela também queria resolver o que tinha acontecido á horas atrás. -Não quero que penses que sou um mostro.
Zac: E não te vejo desse modo, eu juro, eu amo-te. – Levantou seu troco ficado sentado na cama puxou rosto dela para si.
Vanessa: Eu também te amo… - Sorriu meio boba, aquela palavra acabar de levar tudo o que ele pudesse dizer que a tivesse magoado. - E prometo te, que vamos sair daqui. – Beijou varias vezes mas cuidadosamente para não magoar.
Zac: E vamos ficar juntos. – Falou entre beijos
Vanessa: E vamos ficar juntos para sempre, mesmo. – Forçou a palavras acreditado que aquele, juntos para sempre podia sim acontecer.
Zac: Ryan… - Interrompeu os amassos como uma cara meio triste. -Me deu bastante na cabeça. – Sorriu torto.
Vanessa: Como assim? – Suspirou metendo a calma sabia que ele não podia ter ido ali só para ajudar Zac e aquilo que ele tinha dito quando a viu entrar no quarto; ela idiota achou que ele estava a ser uma anjo mas já não sabia.
Zac: Ele me falou como está loucamente apaixonado por ti, depois claro de eu lhe dizer no desabafo o que te tinha dito; ele me disse que era um idiota por te tratar mal, quando tu estavas a fazer de tudo para me salvares, e sim ele tem razão. – Vanessa se surpreendeu e se sentiu mal por criticar Ryan antes de saber o que ele poderia ter dito a Zac.
Vanessa: Tudo certo…agora vê se deixas de ser bobo, preciso de ti, além do mais tenho algo para te contar. – Foi até á porta e trancou, olhou as camaras escondidas e pode verificar que elas naquele momento estavam desligadas.
Zac: Sim, vi mal ou tu saltas te pela janela? – Olhou torto para ela, não sabia o que vinha por ali, mas sabia que não podia ser bom.
Vanessa: Pensava que estavas a dormir. – Fez uma careta desconfiada e ele engoliu seco.
Zac: Apenas a descansar a vista. – Riu de lado, estava meio zonzo mas não estava a dormir, queria apenas ver que Ryan diria a V.
Vanessa: Pois claro… - Fingiu acreditar. – Mas nem vais acreditar no que eu vi…- Zac acomodou se na cama, saboia que uma bomba iria estourar naquele momento e não seria pequena. – Eu encontrei um tipo de diário de Brad, e lá tem tudo…- Suspirou. – Mesmo tudo, até a forma como controla a vida das pessoas que vive nesta casa e como me tirou aos meus pais.
Zac: Chega aqui. – A puxou para si e ela mesmo sabendo de todos os riscos deixou se ficar no peito dele. – Como te sentes?
Vanessa: Nem eu sei, este homem é um animal, manipulador…parece que tem controle, de tudo. – Terminou ouvindo a porta bater. – Não te mechas, seja ele não seja hoje para mim acabou eu não vou deixar mais que ele te toque. – Correu até á porta e preparou se para o que viesse, mas era só Chace.
Vanessa suspirou de alívio quando viu Chace ali parado, mas seu amigo não compartilhou da sua tranquilidade e entrou dentro do quarto nervoso por tudo o que se estava a passar.
Vanessa: Que se passa Chace? Pareces me nervoso! – A Vanessa conhecia bastante bem todos os traços físicos do amigo para desconfiar que algo estava errado.
Chace: O Brad… ele decidiu o que vai fazer com Zac! – Ele falou enquanto olhava a Vanessa e o Zac com entreolhares.
Vanessa e Zac: O que ela vai fazer com ele/comigo? – Ambos se olharam quando viram que falaram ao mesmo tempo, a pergunta que agora estava plantada no ar.
Chace: Parece que eles querem-te queimar vivo e filmar para mandar para o teu pai. – Chace passou seus dedos pelos cabelos mostrando o nervosismo.
Vanessa: Quando ele pretende fazer isso? Precisamos de o tirar daqui? – Vanessa começou a andar detrás para a frente, mostrando todo o seu nervosismo. - Eles não podem mata-lo! – Ela parou e correu para os braços do seu amado que estava calado absorvendo tudo o que tinha ouvido.
Chace: Temos que vós tirar daqui! Mas agora como… -       A frase fixou no ar quando foram ouvidos passos pelo corredor principal. – Eles estão vindo…
Vanessa se colocou de pé e sacou da arma que estava debaixo da cama e começou a preparar mesmo que os nervos estivessem á flor da pele.
 Era agora…Ou nunca!
***********(»»»»»»»«««««««)***********
É isso por hoje agradecemos a quem carrega nos pequenos quadrados e quem comentou por escrito, mas vá lá pessoal comecem a comentar seu que demoramos mas vocês n ajudam; n estão a curtir a historia? Comentem e digam isso, com criticas construtivas se evoluir.


4 comentários:

  1. OMGOMGOMGOMG
    Posta logo pelo amor de Deus
    Q ideia e essa de queimar o Zac vivo???CREDO
    Kiss

    ResponderEliminar
  2. Adorei o capitulo, posta o mais rápido possível, amo a historia.
    Podes divulgar o meu blogue?! Chama-se Tudo por AMOR ... Link : http://amorinesperadozanessa.blogspot.pt/

    Por favor divulga e posta rápido :) BEIJOS!

    ResponderEliminar
  3. Ai, o que é que vai acontecer agora??
    Fiquei super curiosa
    Postem rapido por favor
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Nova leitoraaa....
    Nossa esse capítulo foi tenso...
    O q será q vai acontecer?
    Super ansiosa
    Posta logooo
    xoxo

    ResponderEliminar