Capítulo 14


Chace acabou por meia hora depois desligar a camara, não cria que Vanessa visse ou ouvisse tudo que estava se a passar com Zac, os gritos do sofrimento dele enquanto era torturado tornaram se insuportáveis até mesmo para ele que estava habituado assistir a cenas parecidas. Depois se deitou na cama perto da amiga, e tentou ao máximo acalma-la, ninguém podia ver o estado dela, iriam desconfiar e ai Vanessa teria grandes problemas e de tudo que eles se tinha que afastar naquele momento era de problemas com Brad. Já no fundo do corredor no quarto de Vanessa Zac estava caído chão de mão atadas, enquanto o sague escorregava pela sua boca a baixo, mas não era da penas sua boca que sangue escorria, os golpes eram tantos que ele já nem sabia que parte do corpo lhe doía, ele já nem sabia se algo lhe doía mesmo porque a certo momento se apagou, seu corpo ficou dormente e era como se a sua cabeça tivesse ficado oca.
Brad: Muito durão, deste me algum trabalho, por isso estás assim, se tivesses estado quieto não teria sido tão doloroso. – Gozou na cara de Zac enquanto limpava as mãos de sague, olhou mais uma vez o quarto e saio para seu escritório, acendendo o seu charuto pelo caminho sorria, os gritos era a melhor acústica que ele podia ouvir.
Alex: E então? – Saltou da cadeira de seu pai dando lhe espaço para ele se sentar. – Como é que a Vanessa reagiu? – Perguntou ansioso, ele sabia, tinha certezas que ela escondia algo e que tinha a ver com Zac, e o maior desejo de Alex era descobrir o que, ele não amava mas lidava com Vanessa como se ela lhe pertence se, e a hipótese de haver mais alguém que ele o deixava furioso.
Brad: Ela, saio do quarto sem dizer nada. – Alex bufou de desgosto, caindo no sofá em frente seu pai. – Mas notou-se que ficou bastante preocupada, e isso não me agrada nada. – Pensou na atitude de Vanessa, ele a conhecia, e sabia bem ler um rosto, pode cheirar o seu medo.
Alex: Vê eu lhe disse algo se passa entre ela e o tal de Zac…
Chace: Vanessa. – Chamou no sussurro olhando para a camara que ligara no escritório algum tempo, estava farto de ficar á margem do que se passava por ali, por isso com o pedido de Vanessa ele aproveitou para colocar camaras ocultas em toda a casa.
Vanessa: Esse Alex me dá nojo, nem acredito. – Esfregou a cara não sabendo como poderia se safar daquela, eles estavam desconfiados, e ela já não era a mais fria com a capacidade de fingir que nada afetava, tudo o que tocava em Zac mexia com ela, e não tinha como o negar.
Chace: Nós temos que fazer algo. – Desligou, as camaras daquele local e voltou para o quarto de Vanessa onde Zac estava caído; o coração dela saltou, ela nunca o tinha sentido seu coração bater tão rápido, parecia saltar do peito era tão violento o sentimento que lhe doía.
Vanessa: O mais depressa possível, ele está desconfiado que algo se passa, e ainda vai ser Zac a sofrer por tudo, mas nós não podemos fugir assim, seria demasiado fácil para eles nos apanharem. – Caio na cama angustiada por tudo que se passava á sua volta, por ela nem tanto, mas ver Zac magoado daquela maneira, era insuportável.
Ryan: Tu pensas em fugir? – Entrou pela porta a dentro onde escutava tudo para surpresa de Chace e de Vanessa.
Chace: Quem te manda entrar desse…
Vanessa: Chace…- Chamou pedido para que ele saísse queria ficar a sós com Ryan, aquilo não lhe podia estar acontecer tinha problemas que cheguem, não precisava de mais um, porque não sabia muito como Ryan podia reagir, sendo um ciumento tão grande.
Chace: Tens a certeza disso? – Olhou para Ryan estava furioso e triste ao mesmo tempo.
Vanessa: Sim, sai te peço. – Chace saio de mal agrado e Ryan se sentou em frente de Vanessa.

Ryan: O que se passa? – Perguntou pegando as mãos dela, algum tempo que ninguém olhava daquele modo zangado para ela.
Vanessa: Bem é um pouco longo. – Começou por conta tudo, de onde já conhecia Zac o que se estava a passar entre eles e o que sentia.
Ryan: Eu não acredito. – Saio de perto dela, dando lhe de costas. – Sei que nunca me amas te, que as noites que tivemos para ti muitas vezes não era satisfatórias, mas pelo menos eu tinha te, e agora estás me a dizer que te perdi para aquele tipo…para sempre? – Vanessa se colocou na frente dele, acariciando seu rosto, aquele ato nem parecia seu.
Vanessa: Eu nunca gostei de ti dessa maneira e tu sabes que não, mereces alguém melhor alguém que ames e que te deu amor. – Apertou as mãos de Ryan que para sua surpresa chorava, ela nunca o tinha visto tão frágil, apenas naquele momento entendeu que ele gostava mesmo dela, e que de certo modo ela brincou com ele, isso a fez sentir mal.
Ryan: Eu apenas só te quero a ti Vanessa a ti. – A tentou beijar mas ela se afastou.
Vanessa: Casal é quando duas pessoas se amam, se apenas um gostar iria ser injusto, e eu sempre te tive como um amigo não te quero magoar.
Ryan: Brad te vai matar. – Falou grosso e Vanessa estremeceu, com a reação brusca dele tirar as mãos das dela.
Vanessa: Vais contar lhe algo?
Ryan: Estive na guerra…
Vanessa: Mas não és um mostro, eu sei, eu sei. – Falou para si já não compreendendo o que ele queria fazer com a informação.
Ryan: Eu não vou dizer nada a ninguém…
Vanessa: Obrigada. – Riu apertando um num abraço. -  Eu agora preciso de ir ver como Zac está.
Ryan: Ok. – Deixou se ficar, sabia que entraria numa nova guerra, e aquela também não seria fácil, ele naquele exato momento escolheu ficar do lado da Vanessa ou seria contra Brad e tudo os homens que ele tina a seu dispor, mas estava pronto; era a licença para matar quem se metesse á sua frente ameaçando o seu lado.
Vanessa correu pelo corredor até chegar ao quarto de Zac onde ainda se encontrava deitado no chão completamente apagado pelas dores que sentia. As mãos de Vanessa voaram para a sua boca num ato de supressa e ao mesmo tempo tentado se controlar a sua raiva e vontade de chorar. Já não basta ele ter tentando matar Zac de desideração ainda queria tortura-lo?
Na sua cabeça um plano de fuga já se formava em sua mente só precisava de o fazer sem despertar grandes alaridos pela casa e despertar a fúria de Bar que de certo mataria Zac e logo de seguida a ela por sua traição. Mas o que podia fazer se o que ela sentia por Zac falava mais alto que o sendo de proteção por si mesma?
Vanessa: Zac… - Ela disse assim que se viu perto dele; via o rosto que tanto amava acariciar completamente vermelho, a boca que ela ama beijar estava cortada nos cantos e ainda deitava sangue, o corpo que ela desejava para si e amava passar suas mãos estava completamente ferido.
Zac: Vanessa… - Sussurrou enquanto abria os olhos á procura do rosto moreno que ele tanto amava olhar e ver os olhos cor de chocolate que ele todo o dia sonhava desde que a tinha visto pela primeira vez, mas nãos e podia controlar todos esses seus desejos aumentavam cada vez mais.
Vanessa: Estou aqui querido. – Sussurrou tentando ser serena, mesmo estando magoado isso o ajudaria a relaxar; beijou o rosto dele com cuidado para não o machucar, e mesmo com dores ele sorriu de olhos fechados quando sentiu os lábios quentes da sua amada em seu rosto, mas logo o gemido que ele tanto tentava manter dentro de si saio a dor estava insuportável. Seu rosto inteiro doía; mas na verdade, qual era a parte de seu corpo que não doía?
Zac: Eu sei que estás aqui meu anjo. – Murmurou cansado para ela enquanto tentava controlar a respiração, sentia suas costelas latejar com certeza alguma delas, estaria partida, as dores o sufocavam ele mal se conseguia manter acordado.
Vanessa: Eu vou cuidar de ti, eu juro que o Brad não sairá impune por tudo o que ele, esta te fazer passar. - Jurou beijando de leve.
Ela podia sentir… A verdadeira guerra estava agora a começar!
********(»»»»»»»«««««««)********
Hora de escolher de que lado ficar, embora a guerra ainda não seja aberta já todos desconfiam um dos outros e algo em breve vai estourar, Brad não vai deixar as coisas ficarem assim, mas Vanessa vai proteger Zac do mesmo modo que ele a quer proteger tirando todos os outros como Chace ou Alex. Por hoje é tudo, obrigada por quem carregou nos pequenos quadrados a Margarida, Stephanie_95_7 e a Evelly por comentarem por escrito. A todos grazie!

3 comentários:

  1. Espero que o Ryan não conte mesmo nada ao Brad...
    Adorei o capitulo
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Uiiiiiii
    Vamos ver oq essa guerra vai dar
    Posta logo
    Kiss

    ResponderEliminar